Quero não tá nem aí

20:52


Tu não tá nem aí, e eu tava mais aí que aqui. Eu achei que tu só não tava aí pelo teu jeito confuso e desapegado de ser. Nada de romance nas palavras ou gestos, mas muito de malandragem e zoeira na forma de me olhar. Eu fiquei aí tempo demais e esqueci o que era o aqui, o lado de morar em mim por inteiro.

Desculpa, mas não quero tá aí, em alguém que só tá por ai, num lugar que sei lá onde fica. Porque tu tá numa distância que reduzi na minha imaginação para acreditar que tu se importava, que tu tomaria um banho de chuva ou pegaria o metrô lotado. Só que tu não tá a fim de tá. Acho que tu não se deu conta, mas tua ausência doeu.

Quero não tá nem aí pra ti e esquecer que tu não tá nem aí também. Tô a fim de olhar para o espelho, enxergar cada defeito meu e pensar: tô de volta pra mim e não tem problema nisso, não sou um monstrinho. E aí, quem sabe, se tu se der conta que tá aí, eu crie morada aí contigo. Dessa vez, sem esquecer da parte que precisa ficar aqui.

Você também poderá gostar

0 comentários