Eles não se esqueceram

22:00



Havia anos que ele não a via. Pelo menos não de perto, assim. Ela teria mudado, esquecido os dois. Era o que ele pensava. Ela, na verdade, nunca deixou de lembrar dos tempos passados. Das mãos dadas no escuro, escondidas dos adultos. Dos olhares tímidos e curiosos durante as brincadeiras, no meio de todos. Enquanto a encarava, ele não notava os outros. Talvez, ele não notasse realmente o quanto a encarava.

Outros amores vieram e se foram. Nem ela, nem ele, se esqueceu. Girassóis ainda a lembravam dele. Ele não deve se recordar o porquê. São alegres como sua risada e como aquela música. Os pedaços de sua adolescência estão mais intactos do que ele imaginava. Tudo veio a tona naquela manhã, depois de algumas primaveras.

De certa forma, quando estão juntos, ainda são ingênuos, como adolescentes confusos por um sentimento grande demais. Ela o vê com a preocupação que jamais sentiu com outros. Com o medo bobo de tropeçar em alguma pedra no meio do caminho. Ela sempre soube que aquela história era especial, ele nunca acreditou muito. 

Você também poderá gostar

0 comentários