Eurotrip: A rosada Toulouse

15:40


Primeira parada, sul da França. Toulouse é charmosa e seus tijolinhos dão o nome de cidade rosa. Não imaginei muito como seria no interior do país, mas tive a sensação que, se tivesse, seria exatamente como vi. 

Há muitas opções de comida no centro. Mesmo não sendo de origem francesa, Kebab é o mais fácil de se provar. Provavelmente, sentirá a necessidade de dieta logo após, mas vale a pena. Não é lá muito glamouroso, mas ter a refeição na escada para o rio, é uma delícia. As raspadinhas são colocadas logo à porta das lanchonetes para atrair clientes calorentos. Os 27 graus pedem por elas.


O metrô tem formato de um brinquedo e o trem se parece com o metrô do Porto. São necessários 1,60 euros pra desfrutar da estrutura do transporte público, além de poder usar durante duas horas. Tentei encontrar críticas negativas, porém não achei. Mas, não pense que saber inglês te ajuda. Pode falar quantos "sorry" quiser, o lojista continua no francês num ato egoísta e não muito inteligente. Desculpa Estados Unidos, acho que a língua universal mudou aqui.


O rio da cidade, banhado por suas pontes, é o lugar mais atraente aos olhos. Pode-se sentar à beira, enquanto toma cuidado, pois se vir um barco, as ondas sobem e molham até demais. À noite, muitas luzes são ligadas, dando mais charme e beleza. Centenas de bicicletas encostadas por aí. O lugar onde mais as vi. Até são usadas como propaganda do lado de fora de lojas. De vintage à profissional, os ciclistas não perdem a oportunidade de aproveitar da cidade plana. Um sonho, nem seria preciso um carro.


Saindo das ruas centrais, que são mais caracterizadas, e entrando nas áreas residências, a cidade lembra o interior de São Paulo, como Campinas, que possui o mesmo número de habitantes.

Sai com vontade de ter visto mais do sul e não ter ido tão rápido à gigante Paris.

Você também poderá gostar

0 comentários