E se for real

18:24


E se eu conhecer o topo da torre Eiffel… sentirei aquele frio na barriga, enquanto olharei a figura de uma cidade romântica, palco de muitas histórias de amor, desconhecidas, mas de tirar o fôlego, e perfeitas em seus próprios jeitos. Respirarei fundo, derrubarei uma lágrima tímida e pensarei em como todos os esforços feitos até ali valeram a pena, que apesar dos altos e baixos, estaria no ponto mais alto da minha vida, olhando como aquele lugar, carregado de sonhos e aspirações, se encaixa perfeitamente em meus pensamentos confusos e cheios de esperança.

Caminharei pelas ruas na esperança de achar um mimico carismático de blusa listrada e boina vermelha, que fingirá estrar preso em uma caixa. Passarei pelos corredores doMusée du Louvre e absorverei cada obra de arte, como se lembrasse do dia em que foi criada. Andarei por baixo do Arc de Triomphe como se estivesse no filme de Woody Allen.

Paris, Eiffel e amour serão as palavras que ecoarão na minha mente, fazendo-me sentir cada vez mais nas nuvens. Talvez encontre aquele que faça as asas das borboletas do meu estômago baterem mais forte, escreva nossos nomes em um cadeado, prenda-o na Pont des Arts, jogue a chave no rio Sena, e acredite na lenda. Mas saberei o que for real, e reviverei cada minuto, cada macaron.

E quando o avião decolar, pegarei meu livro de aprendizado básico de francês, para quando voltar, tornar mais momentos reais.

De 2014.

Você também poderá gostar

0 comentários